terça-feira, 13 de outubro de 2009

Se o casamento com divorciados é pecado, por que muitas igrejas o aceitam ?


Esta pergunta excelente abrange vários assuntos de uma vez. Temos publicado alguns estudos sobre o divórcio e sobre questões de doutrina e prática de igrejas.
.

Vamos fazer um pequeno resumo de alguns fatos importantes.
.


1. Algumas pessoas e algumas igrejas inteiras se desviam da verdade e não ensinam nem praticam o que Jesus manda (Atos 20:28-30; 1 Timóteo 4:1; Tito 1:10-11; Gálatas 1:6; Apocalipse 2:5,14-16,20-23; 3:3,16-19).
.

2. As práticas comuns “nas igrejas” não servem como padrão. A palavra de Jesus é o padrão, e nós não devemos ir além dela (João 12:48-49; 1 Coríntios 4:6; 2 João 9).
.

3. Há diferenças de entendimento entre alunos da Bíblia que devem ser resolvidas por meio do estudo honesto e humilde (1 Coríntios 1:10). Infelizmente, as tradições, os interesses e opiniões de homens, frequentemente, ocultam a palavra de Deus (Mateus 15:3,6).
.

4. A tendência de alguns pastores e de algumas igrejas é de suavizar a palavra, oferecendo “liberdades” que Jesus não nos deu (2 Pedro 2:1-3). Tais falsos mestres serão julgados por Deus (Tiago 3:1).
.

5. Em geral, os divorciados não têm direito de casar de novo, pois Jesus diz que tais casamentos são adúlteros (Lucas 16:18; Marcos 10:9-12). Adúlteros não participam do reino de Deus (1 Coríntios 6:9-10).
.

6. O próprio Jesus deu apenas uma exceção a essa regra geral (Mateus 5:32; 19:9). Quando uma pessoa divorcia por causa das relações sexuais ilícitas do seu parceiro, esta pessoa inocente não comete adultério quando se casa novamente.
.

7. A palavra de Jesus exige sacrifícios. Às vezes, os sacrifícios são doloridos e radicais (Mateus 5:29-30; Marcos 8:34-38; 10:21-22; veja o exemplo de Esdras 9 e 10). Muitas igrejas hoje esquecem desses princípios e colocam a “felicidade” nesta vida acima da vida eterna.
.

8.Há hoje muitas igrejas que mantêm comunhão com pessoas que vivem abertamente na imoralidade desrespeitam a vontade de Cristo, valorizando a paz com homens acima da paz com Deus (1 Coríntios 5:9-13; 2 Tessalonicenses 3:6,14; Apocalipse 2:14,20; Tiago 3:17; Romanos 12:1-2).
.

9. Nenhum homem ou grupo de homens tem direito de alterar a palavra do Senhor, nem para aceitar o que ele proibiu, nem para proibir o que ele autorizou (Apocalipse 3:7). O julgamento final será individual (2 Coríntios 5:8-10). A palavra de pastores ou de concílios humanos não servirá de defesa para justificar os nossos pecados (Mateus 7:15-23; Hebreus 10:26-31).
.
.
Seja fiel a Deus, seja fiel a seu cônjuge, seja crente em Jesus !

Um comentário:

Ministério Missões e Avivamento Já - Pregador Wallas Saraiva disse...

Paz Leo...infelizmente a doutrina de Jezabel invadiu as igrejas brasileiras...tudo em nome da busca pelo ''inchaço matemático'', pastores celebram uniões que são contrarias a Palavra de DEus, e pior, pastores se divorciam e casam novamente...ou seja, interesse em dinheiro e luxuria e nenhum compromisso com a Verdade