terça-feira, 12 de maio de 2009

Apologeta católico X Servo de Deus


É IDOLATRIA SIM!!!
Um dos mais graves problemas com a teologia católica romana é a idolatria. Porém, sempre que tentamos abordar o assunto com um seguidor desta denominação, o fato é que ele, invariavelmente, alegará não ter participação em nenhum tipo de culto idolatra.

Não adianta muito falar em imagens e procissões. Quase certo que o seu interlocutor irá defender-se afirmando prestar aos santos apenas uma “veneração” ou uma “honra”. Verdade que segundo qualquer bom dicionário os termos “adorar” e “venerar” significam a mesma coisa, contudo, isso não será o bastante para convencer o romanista de seu erro.

Iniciando a série de debates realizados no orkut; gostaria de registrar os principais momentos de um diálogo que tive com um católico romano sobre o assunto. Nós iremos chamá-lo de
ALEX.

O debate foi iniciado em 25/11/08, com alguém fazendo a seguinte ‘provocação’:

“Aos que seguem procissões:”Eu sou o Senhor, este é o meu nome; Eu não darei a outro a minha glória, nem consentirei que se tribute aos ídolos (imagens de escultura) o louvor que só a mim pertence” Isaías 42:8. “…nada sabem e nada entendem os que carregam em procissão as suas imagens de escultura, e fazem súplicas a um deus que não pode salvar.”Isaías 45:20”.

Evidentemente, o autor do tópico visava atingir justamente uma das práticas mais comuns do catolicismo romano. Cinco dias depois, em 30/11/08; o apologista católico ALEX fez sua primeira participação em defesa da prática de sua Igreja:

ALEX:(Apologeta católico)



Bom, a Igreja católica abomina a idolatria.

As procissões são para honrar, homenagear os santos que fielmente serviram a Deus e nos servem de exemplo.
Os únicos que acham que os santos são deuses são vcs protestantes, pois todo católico sabe que só ha um Deus, e é Deus quem tem poder de curar (muitas vezes através da intercessão dos santos), mas é Deus quem cura.
Quem vive dizendo que os santos e Maria são deuses são os protestantes. É mentira isso??
O católico que acha que algum santo tem poder para curar é porque não conhece a doutrina da própria da Igreja.


ALEX defende a dogmatica romanista alegando que tudo o que se faz em tais procissões é “honrar” e “homenagear” os santos, uma vez que, segundo ele, “a Igreja Católica abomina a idolatria”.

No dia seguinte (01/12/08), ALEX publica no fórum da comunidade um texto bem completo em defesa de sua tese. Vamos ler:


ALEX:(Apologeta católico)


Idolatria não é o uso de imagens no culto divino, mas prestar a uma criatura o culto de adoração que devemos exclusivamente a Deus. É por isso que São Paulo Apóstolo nos adverte que a avareza é uma idolatria (cf. Col 3,5), uma vez que o avarento coloca o dinheiro no lugar de Deus, como o valor supremo de sua vida.

Como vc sabe, o mandamento dado por Deus a Moisés no Sinai, diz:
“Não terás outros deuses diante de Mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem figura alguma do que há em cima no céu, e do que há em baixo na terra, nem do que nas águas debaixo da terra. Não adorarás tais coisas, nem lhes prestarás culto.” (Ex. 20, 3-5 e Deut. 5, 8).

No livro Deuteronômio Deus repete essa proibição, dizendo:
“Não farás para ti, nem levantarás nenhuma estátua, coisas que o Senhor, teu Deus, aborrece.” (Deut. 16, 21).
Por essas passagens vcs acusam nós Católicos de idolatria, mas esse raciocínio não é correto.Pois no mesmo Exodo em que Deus deu o mandamento de não fazer imagens Deus faz o contrário do que mandou. Dizendo:
“Farás também dois querubins de ouro batido, nas duas extremidades do oráculo. Um querubim esteja dum lado, o outro do outro. Cubram ambos os lados do propiciatório, estendendo as asas e cobrindo o oráculo, e estejam olhando um para o outro com os rostos voltados para o ropiciatório, com o qual deve ser coberta a arca, na qual porás o testemunho, que Eu te hei de dar. De lá te darei as minhas ordens, em cima do propiciatório e do meio dos querubins, que estarão sobre a arca do testemunho, e te direi todas as coisas que por meio de ti intimarei aos filhos de Israel” (Ex. 25, 17-22).

Esse texto será repetido em Ex 37, 7.

Se Deus proibia fazer “figura alguma do que há em cima do céu”, como é que depois manda fazer imagens de querubins????Isso é contraditório, e com certeza vc concorda comigo que Deus não pode se contradizer.

Então o que houve???

Existem outras passagens em que Deus manda fazer imagens:

“Roga [a Deus] que afaste de nós as serpentes. E Moisés orou a Deus pelo povo, e o Senhor disse a ele: ” Faze uma serpente de bronze, e põe-na por sinal; aquele que, sendo ferido, olhar para ela, viverá. Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e pô-la por sinal; e os feridos que olhavam para ela, saravam.” (Num. 21, 7-9).

“e [o mar] estava assente sobre doze bois, três dos quais olhavam para o setentrião, três para o ocidente, três para o meio dia e três para o oriente, e o mar estava em cima deles; as partes posteriores deles escondiam-se todas para a parte interna” (I Reis, VII, 25).

“O trabalho da base era a cinzel e havia esculturas entre as junturas. Entre as coroas e festões havia leões, bois, querubins e também nas junturas da parte de cima; debaixo dos leões e dos bois pendiam como que umas grinaldas de cobre.” (I Reis, 7, 28-29).

o modelo dos garfos, das bacias e copos de ouro puro; dos vasos de ouro com o, peso de cada vaso, dos vasos de prata com o peso de cada vaso;do altar dos perfumes, em ouro fino, com o peso; o modelo do carro, dos querubins de ouro que estendem suas asas para cobrir a arca da aliança do Senhor”.(I Cr 28, 17-18)

“Acima da porta, no interior e no exterior do templo, e por toda a parede em redor, por dentro e por fora, tudo estava coberto de figuras:querubins e palmas, uma palma entre dois querubins. Os querubins tinham duas faces:uma figura humana de um lado, voltada para a palmeira, e uma face de leão voltada para a palmeira, do outro lado, esculpidas em relevo em toda a volta do templo.Desde o piso até acima da porta, havia representações de querubins e palmeiras, assim como na parede do templo” (Ezequiel 41, 17-20)

Os primeiros cristãos usavam imagens nos lugares de culto e cemitérios. Perseguidos, para auxiliar sua fé tão posta à prova, pintavam e esculpiam naqueles subterrâneos figuras representando Cristo e Sua Mãe Santíssima. O que mostra de passagem que o culto também à Mãe de Cristo é tão antigo quanto o próprio Cristianismo.

É só pesquisar sobre os primeiros cristãos e seus costumes.

Bom, como dá pra ver, Deus proíbe fazer imagens e depois manda fazer imagens. Contradição???

Claro que não.

Nessas passagens em que Deus mandou fazer imagens, Ele o fez pq as imagens serviram para O exaltar, para que seu nome seja louvado. As imagens católicas são para o louvor de Deus, pois os santos serviram a Deus e através do exemplo deixado é que nós os honramos.
Como eu disse; nós católicos não olhamos para uma imagem nem homenageamos os santos por achar que são deuses ou que tem algum poder. Nós os honramos pela dedicação e o exemplo deixado.

Deus proíbe fazer imagens de ídolos, falsos deuses, não proibiu toda e qualquer imagem, se fosse assim Deus seria contraditório.As imagens católicas não são ídolos, só há um Deus e nós católicos sabemos muito bem disso.
O maior problema é que vcs odeiam tanto a Igreja católica que fazem qualquer coisa para condená-la.

Eu já fui protestante e sei como é difícil entender, mas tive que abrir mão do que eu achava e dos meus preconceitos para poder chegar a verdade. Eu tbm achava que o protestantismo era um resgate a fé dos primeiros cristãos, mas é só se aprofundar na história da igreja primitiva e vai perceber que a fé primitiva nunca deixou de existir, pois essa fé foi conservada pela Igreja Católica, cumprindo o que o próprio Jesus prometeu: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Mt 16,18)
Se é verdade que a Igreja se corrompeu no passar dos séculos, então quer dizer que Jesus mentiu ao não cumprir sua promessa de que as portas do inferno não prevaleceriam contra sua Igreja”.

Neste mesmo dia (01/12/08); eu abordei o assunto com o seguinte texto:

MARCELO LEMOS: (servo de Deus)

“… Quanto a questão do catolicismo, o discurso do irmão que o defende neste tópico parece muito bonito; contudo, me soa mais como mero sofisma. Não consigo entender a diferença que fazem entre “adorar” e “honrar”, fazendo orações a santos; chamando Maria de co-redendora; carregando imagens enquanto as louvam…
Paz”.

A seguir, leremos em forma de “diálogo” o que se escreveu respectivamente.

ALEX: (Apologeta católico)

“Marcelo – Vc disse: “Quanto a questão do catolicismo, o discurso do irmão que a defende neste tópico parace muito bonito; contudo, me soa mais como mero sofisma. Não consigo entender a diferença que fazem entre “adorar” e “honrar”, fazendo orações a santos; chamando Maria de co-redendora; carregando imagens enquanto as louvam… “
Como vc não sabe a diferença entre honrar e adorar??
Então pra vc honrar e adorar são a mesma coisa??
Vc deve saber que Deus manda honrar pai e mãe. Não é mesmo??

“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem teus dias sobre a terra que o Senhor, teu Deus, vai te dar” (Êxodo, 20,12).

Segundo seu raciocínio, Deus está mandando adorar pai e mãe. E vc sabe que só devemos adorar a Deus. Por tanto honrar não é adorar.
Já disse tbm que nós católicos não adoramos os santos e Maria. Nós louvamos a vida desses cristão que são exemplo de amor a Deus e que devemos imitar.
Ao honrarmos( honrar, não adorar) os santos, estamos louvando a Deus, pois Deus foi louvado e exaltado pela vida e conduta desses santos”.

MARCELO LEMOS:( servo de Deus)
“Não, meu querido irmão, segundo o meu raciocínio honrar pai e mãe passa bem longe de adorá-los.
Agora, imagine a seguinte situação: meu pai é um grande fiel do Senhor; então, eu mando alguém fabricar uma imagem dele; em seguida passo a atribuir a ele diversos milagres e ‘graças’; isso gera uma enxurrada de orações para “Santo Pai do Marcelo”.

Belo dia, nossa Igreja, então, decide reservar-lhe um dia especial: no mesmo, pegamos sua imagem sobre os ombros; a carregamos por toda a cidade enquanto entoamos hinos sobre “Santo Pai do Marcelo”; ao mesmo tempo que o declaramos o Santo Padroeiro do Nosso Bairro “Não Idolatra”…

No que, prezado irmão, o quadro descrito acima tem em comum com o mandamento de honrar pai e mãe? Absolutamente nada!

Adorar é prestar serviço religioso a alguém ou algo. O mandamento é expressamente claro: “não servirás”. Aliás, o termo culto se refere a um “serviço religioso”.
Paz”.

ALEX:(Apologeta católico)

“Marcelo

Vc disse: “Não, meu querido irmão, segundo o meu raciocínio honrar pai e mãe passa bem longe de adorá-los.”
Mas foi vc mesmo quem disse que não entende a diferença entre honrar e adorar.

“Não consigo entender a diferença que fazem entre “adorar” e “honrar”, fazendo orações a santos; chamando Maria de co-redendora; carregando imagens enquanto as louvam… “

Já mostrei que fazer imagens não é idolatria, e honrar não é adorar.Honrar, homenagear não é adoração. Portanto não é idolatria.

Vc diz ainda:” Adorar é prestar serviço religioso a alguém ou algo. O mandamento é expressamente claro: “não servirás”. Aliás, o termo culto se refere a um “serviço religioso”.
Como já disse nós homenageamos os santos pelo serviço que eles prestaram a Deus e que são exemplo para nós.

Já disse tbm que quem faz o milagre é Deus ( muitas vezes através da intercessão dos santos), a Igreja é bem clara sobre isso. É só estudar a doutrina da Igreja antes de acusar.
Já mostrei que Deus tbm diz: “não fará imagens” e depois Deus diz para fazer imagens.
Idolatria é atribuir como divino algo ou alguem que não é Deus.

Os índios que adoram o sol (“Tupã”) são idólatras. Pois, atribuem ao sol o que é devido somente à Deus.

Assim, os egípcios que adoravam o “faraó” eram idólatras. Pois, atribuíam ao faraó o que é devido somente à Deus
adorar significa reconhecer como Deus.

Um católico quando reza diante de uma imagem não está adorando aquela imagem . O simples ato de se prostrar diante de alguem não é adoração.
“Moisés saiu ao encontro de seu sogro, prostrou-se e beijou-o. Informaram-se mutuamente sobre a sua saúde e entraram na tenda.” (Êxodo”18,7)Prostrar-se é sinal de respeito.
Não devemos respeito àqueles que dedicaram suas vidas ao serviço de Deus???

O ato de honrar e homenagear os santos era uma tradição dos primeiros cristãos tbm. Veja:

“Ignoravam eles (os Judeus) que não poderíamos jamais abandonar Cristo, que sofreu pela salvação de todos aqueles que são salvos no mundo, como inocente em favor dos pecadores, nem prestamos culto a outro. Nós O adoramos porque é o Filho de Deus.

“Quanto aos mártires, nós os amamos justamente como discípulos e imitadores do Senhor, por causa da incomparável devoção que tinham para com seu rei e mestre.

“Pudéssemos nós também ser seus companheiros e condiscípulos!
“(…) Vendo a rixa suscitada pelos judeus, o centurião colocou o corpo no meio e o fez queimar, como era costume. Desse modo, pudemos mais tarde recolher seus ossos (de Policarpo), mais preciosos do que pedras preciosas e mais valiosos do que o ouro, para colocá-lo em lugar conveniente. Quando possível, é aí que o Senhor nos permitirá reunir-nos, na alegria e contentamento, para celebrar o aniversário de seu martírio, em memória daqueles que combateram antes de nós, e para exercitar e preparar aqueles que deverão combater no futuro.” (Martírio de Policarpo 18 +- 160 D.C)

Se a reforma é um resgate aos primeiros cristãos, então se deve estudara a história dos primeiros cristão”.

MARCELO LEMOS: (servo de Deus)

“Querido irmão, ALEX;
Não é verdadeira a sua afirmação de que eu tenha dito não compreender a diferença entre “honrar” e “adorar”. Eu nunca disse isso. O que não faz sentido é vocês chamarem de “honrar” aquilo que, na prática, equivale a adorar. É apenas essa a questão que eu levanto sobre “honrar” e “adorar”. Em outras palavras, na prática católica, o que vocês chamam de honrar é o que qualquer pessoa chamaria de “adoração”; apenas os católicos negam isso.

Qualquer observador que não esteja usando os “óculos de Roma” vai ver que adorar e honrar, na prática católica, é a mesma coisa, ainda que o Vaticano tenha ‘criado’ até mesmo conceitos técnicos para negar este fato!

Você como católico certamente conhece os conceitos técnicos que o catolicismo ‘criou’ para negar que haja adoração no culto que vocês prestam as imagens. Os católicos alegam da Virgem Maria, por exemplo, “o culto que oferecemos [a ela] recebe o nome de hiperdulia; inferior ao culto de latria, tributado somente a Deus; e superior ao culto de dulia, tributado aos Santos!” - Sacerdote Fernando Carballo – “Protestantismo e Biblia”, páginas 112 e 113.

Vejamos o que este sacerdote católico afirma sobre a “honra” dada às imagens pelos católicos:

a) Os católicos oferecem cultos às imagens: “o culto que oferecemos”.

b) A Deus os católicos oferecem um culto “de latria“.

c) A Virgem Maria os católicos oferecem um culto chamado “hiperdulia”.

d) Quanto aos Santos, o culto que vocês lhes oferecem chama-se de “dulia”.

Levando em consideração que um sacerdote romano não pode dizer algo de sua própria imaginação, vou tomar as palavras de Fernando Carballo como fonte autorizada. Assim, passemos para as nossas questões:

É bíblicamente possível justificar qualquer culto que não seja voltado a Deus?


Nós podemos cultuar seres criados, ou o nosso culto deve ser dado exclusivamente ao Senhor?

Você poderia, por exemplo, nos dar algum exemplo bíblico de servos de Deus prestando culto a outro que não Deus? Teria as Escrituras algum exemplo de imagens feitas com o objetivo de lhes serem prestados culto? Exemplos positivos, evidentemente…

Diferenciar “graus” de adoração em latria; hiperdulia e dulia é algo autorizado pela Bíblia?


A mim, parece se apenas mais um dogma católico baseado apenas na autoridade do Santo Magistério; claramente com a intenção de ‘mascarar’ o óbvio. Pode ser que eu esteja me equivocando e, de fato, você possa justificar tais ‘graus’ diferentes de adoração nas Escrituras. Fico a espera.

É biblicamente possível justificar com as Escrituras um culto no qual se pressupõe que sejamos “super-escravos” de uma outra pessoa?


Você provavelmente sabe que o termo “dulia” significa “escravo”; portanto, um culto de ‘dulia’ equivale a se fazer escravo de quem se esta cultuando. Esse é o culto que o Vaticano autoriza aos Santos ‘comuns’.

Já a Virgem Maria, mãe de Nosso Salvador, vocês católicos autorizam um culto maior: de hiperdulia. O termo grego hiperdulia significa literalmente “super-escravo”.


Fazer-se “escravo” ou “super-escravo” de uma Imagem, ou da pessoa nela representada é algo cristão? Trata-se de uma prática que pode ser justificada a luz da Palavra de Deus? Submeter-se a eles, carregando-as; entoando-lhes hinos de louvor; agradecendo-lhes graças alcançadas; atribuindo-lhes poderes e funções: quaisquer coisas desse tipo podem ser justificadas a luz das Escrituras?

Para terminar, por hora, apenas citarei o CANON III do Concílio IV de Constantinopla (869-870):

“Se alguém, não ADORA A IMAGEM de Cristo Salvador, não verá a sua forma no Segundo Advento. DA MESMA FORMA, honramos e ADORAMOS A IMAGEM da sua Imaculada Mãe, e as IMAGENS DOS SANTOS… Aqueles que assim não sentem, sejam amaldiçoados”.


“Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura” (Isaías 42:8 ACF)

“Guardai, pois, com diligência as vossas almas, pois nenhuma figura vistes no dia em que o SENHOR, em Horebe, falou convosco do meio do fogo; 16 Para que não vos corrompais, e vos façais alguma imagem esculpida na forma de qualquer figura, semelhança de homem ou mulher; 17 Figura de algum animal que haja na terra; figura de alguma ave alada que vóa pelos céus; 18 Figura de algum animal que se arrasta sobre a terra; figura de algum peixe que esteja nas águas debaixo da terra; 19 Que não levantes os teus olhos aos céus e vejas o sol, e a lua, e as estrelas, todo o exército dos céus; e sejas impelido a que te inclines perante eles, e sirvas àqueles que o SENHOR teu Deus repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus” (Deuteronômio 4:15-19 ACF)

Graça e Paz”

[Esta última resposta foi publicada no fórum em 03/12/08, e até o dia de hoje ainda não obteve uma replica as questões apresentadas]

Sola Scriptura.

13 comentários:

Kléber disse...

Voltem para a verdadeira verdade..

Voltem para a Santa Igreja Católica!!!

Debora Zibordi disse...

Olá, Leonardo.

Quero agradecê-lo pelas visitas e comentários feitos no Blog da Debora!

Sim, Leonardo, esta é uma questão delicada, pois até mesmo os evangélicos têm colocado deuses em seu coração no lugar do verdadeiro Deus!

Adoremos unicamente a Deus, o Senhor, nosso Criador e Sustentador!!! Somente a Ele toda a glória!!!

Deus te abençoe.

Raphael Dias disse...

Esta é a grande babilonia , onde todos fazem oque querem e podem tudo.mas não sabem que adorar imagens é contra a Palavra de Deus.

a igreja católica é uma vergonha, uma seita descarada.

Leonardo Macambira disse...

kleber:

A verdadeira verdade é Jesus Cristo!!!

e ele esta passando longe de qualquer igreja católica!!!!

Leonardo Macambira disse...

Amada irmã Débora, é uma honra receber aqui a sua participação, como sempre com conteudo e edificante.

que Deus a conserve assim.
paz!!!

Roberto Negrine disse...

a verdade esta ai e ninguem quer enxergar!
é uma vergonha estes católicos que tentam mentir dizendo não adorar imagens.

Leonardo Macambira disse...

Irmão raphael

concordo que esta é a grande babilonia, e verdadeiramente estão cegos de entendimento

paz!

kleber.09moreira disse...

Os católicos estão cada vez mais cegos . Acordem enquanto há tempo...

joaoqueiros disse...

este blog esta uma benção, tomara que muitos católicos sejam alcançados e se rendão a verdade.

Clésio Marcos disse...

Sou católico e não cometo idolatria.
Eu sigo à Bíblia!
Respeito os evangélicos, mas essas igrejinhas aí é q são seitas. Jesus não as planejou são fruto das mãos humanas...

Anônimo disse...

Caríssimos,

É difícil para um protestante entender o culto aos santos, porque a adoração que prestam a Deus se assemelha, em certo sentido, às honras que os católicos prestam a seus santos:orações, cânticos, Leituras de trechos da Bíblia. A adoração católica é baseada na Eucaristia, que é a presença do próprio Cristo em seu Sacrifício salvífico.

Anônimo disse...

Caríssimos,

É difícil para um protestante entender o culto aos santos, porque a adoração que prestam a Deus se assemelha, em certo sentido, às honras que os católicos prestam a seus santos:orações, cânticos, Leituras de trechos da Bíblia. A adoração católica é baseada na Eucaristia, que é a presença do próprio Cristo em seu Sacrifício salvífico.

Anônimo disse...

De maneira bem imparcial...

Entre letras e letras, sempre haverão muitos debates. Deixemos a letra e entremos no mundo sobrenatural:

> Os protestantes têm poder sobre os demônios?
> Os católicos têm poder sobre os demônios?
> Você que é católico ou protestante vai a uma igreja como quem vai ao clube de praia? Ou já teve uma experiência que pode dizer que foi sobrenatural, sem chances de coincidência... sem tradicionalismo...

> Você protestante já pediu para seu pastor interceder por você não é?... E ele intercedeu não é?... Qual a diferença da intercessão de um santo no paraíso? Um pastor diz: "Venham a frente que eu vou orar por vocês..." Nas aparições Maria diz: "Eu posso orar por vocês..."

> Você que é católico tem razões para acreditar de maneira sobrenatural que os santos te ouvem? Ou apenas segue uma tradição? Algo que alguém ou o Santo Padre lhe disse?

> Se um cristão não tiver uma experiência sobrenatural com Jesus, ou seja, falar com ele e ver a resposta tão claramente, sem chances de que seja uma coincidência, ele ainda não pode criticar muito essa ou aquela religião. Os que chamo ocultistas: Espíritas, têm muito sobrenatural para contar, e você cristão, o têm?

> Você protestante busque Jesus mais que as bençãos materiais, e você católico busque a Jesus mais que as bençãos dos santos no paraíso.

> Primeiro busquem a Jesus, se Ele responder a vocês, e vocês aprenderem a conversar com ele, como se conversa com qualquer outra pessoa, aí então, poderão começar a debater, sobre minha denominação é melhor....

> Na verdade existe muita espiritualidade, coisas sobrenaturais, a vantagem dos cristãos é que eles em Nome de Jesus, sub-julgam os espíritos, os demônios, os deuses, seja o que for, e provam uma coisa, não por letras, mas pelo poder de Deus, acima de qualquer outra coisa.

Busque um relacionamento pessoal com Jesus, depois pergunte diretamente a ele sobre o que quiser: sobre os santos, sobre os protestantes, sobre os pastores, sobre os padres, sobre o Papa...