sexta-feira, 5 de junho de 2009

Consumir bebidas alcoólicas ainda que "socialmente" é pecado? ( 4 )


Falou também o Senhor a Arão, dizendo: Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando entrardes na tenda da revelação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso pelas vossas gerações, não somente para fazer separação entre o santo e o profano, e entre o imundo e o limpo,(Lv.10:8-10).


De acordo com o texto de Levítico nenhum sacerdote deveria beber bebidas alcoólicas, a fim de desempenhar suas funções sacerdotais diante de Deus. A pergunta é: Isto é também para a Igreja de Jesus? Leiamos: Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (IPe.2:9).


O apóstolo Pedro está falando a respeito da Igreja de Jesus e notem que ela é chamada de “sacerdócio real”. Deus levantou uma Igreja sacerdotal, ou seja, intercessora que ora em favor do mundo. E é claro que o nosso Deus que da Lei trouxe a graça não mudou seus padrões de santidade e requer de nós as mesmas coisas. Vejamos ainda: “...e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a Ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém” (Ap.1:6). “...e para o nosso Deus os fizeste reino, e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra” (Ap.5:10).


Quando aceitamos o Senhor Jesus como sendo nosso único salvador nos tornamos sacerdotes de Deus. E como tais devemos agir e cumprirmos a sua Palavra “Não bebereis vinho nem bebida forte”. Em nossa cidade temos várias casas de recuperação de alcoólatras e muitas delas não são religiosas. Em conversa com alguns que lideram essas casas fiquei surpreso com as suas convicções. Eles me disseram que uma das maiores hipocrisias da sociedade e o “beber socialmente”.


Disseram-me que todo alcoólatra começou com um pequena dose de uma bebida fraca, como a cerveja por exemplo. Alguns até gostariam que fosse crime o consumo dessas bebidas, visto que fazem mais mal que outras drogas proibidas. Como cristão, ao ouvir esses depoimentos, fiquei mais convicto que devemos nos abster desse veneno que é a bebida. Como sacerdote de Deus, não tenho dúvidas, e o álcool não entra na minha boca. Meu ministério sacerdotal não pode ser quebrado por esse repugnante vício.


Você que é servo de Deus não deve se envolver com esse mal e sim tirar os que nele estão envolvidos. Ainda que a doutrina de sua “Igreja” permita tal mal a Palavra de Deus é mais forte que todas as doutrinas humanas. E digo mais, se sua igreja aceita o “beber socialmente” reavalie seu conceito sobre o assunto, pois Deus não está se agradando disso.


O ESPÍRITO SANTO


Acredito que o poder do Espírito Santo te revelará toda verdade e lhe dará força para você ficar longe das bebidas alcoólicas.


Liberdade não é poder beber, fumar, prostituir, ... e tantas outras coisas, mas por opção escolher não fazer nada disso. O LIBERTO ele se abstém de tudo que pode lhe fazer mal e observa a Palavra de Deus. Saiba que o poder do Espírito Santo está em você para te fazer mais do que vencedor. “Filhinhos , vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós (o Espírito Santo) do que aquele que está no mundo (IJo.4:4).

Um comentário:

Danilo Fernandes disse...

Otimo Texto! Graça e Paz

Danilo